sexta-feira, 14 de outubro de 2011

DEUS DETEVE O SOL

Você sabia que os cientistas provaram ser verdade o que se tem chamado de um "mito" bíblico?

Algo muito assombroso aconteceu recentemente a nossos astronautas e cientista do espaço em Green Belt, Mayland, Estados Unidos. Eles estavam checando a posição do sol, da lua e dos planetas no espaço e onde estariam eles dentro de cem mil anos a partir de agora.

Operavam o cérebro eletrônico para o passado e para o futuro, computando os séculos passados e futuros. Repentinamente, o cérebro eletrônico parou, mostrou um sinal vermelho, indicando que havia algo errado, seja com a informação fornecida ao cérebro eletrônico ou nos resultados comparados com as normas estabelecidas. Chamaram o departamento de serviços para checar o aparelho e o acharam em perfeito estado. Logo o chefe das operações perguntou: "Qual é o problema?"

"Bem, eles descobriram que há um dia perdido no tempo passado".
Apertaram suas cabeças e puxaram seus cabelos sem busca de uma resposta. Não havia resposta! Um companheiro de trabalho versado na Bíblia: "Sabem, uma vez estive na Escola Dominical e ali se falou de quando Deus deteve o sol". Seus companheiros de trabalho não acreditaram nele, mas não tinham nenhuma resposta. Assim, lhe disseram: "mostre-nos". E conseguiu uma Bíblia e abriu no livro de Josué, onde encontraram uma declaração bastante ridícula para quem seguia pelo senso comum". Ali leram o pedido que Josué fez a Deus. Ele pediu a Deus que detivesse o sol em Gibeon e a lua no vale de Aijalon! E assin aconteceu: "O sol, pois, se deteve no meio do céu e não se apressou a pôr-se quase um dia inteiro". (Josué 10.7-14).

Os conquistadores do espaço disseram: "Aqui está o dia que falta!" Checaram o cérebro eletrônico até aquele tempo se acharam que estavam próximos da solução do problema. O tempo que se perdeu nos dias de Josué foi de 23 horas e 20 minutos; não foi o dia inteiro. Leram a Bíblia e ali dizia quase um dia inteiro... Estas palavras simples são muito importantes.

Todavia, continuavam com o problema. Faltavam 40 minutos e estes teriam de ser encontrados, pois o erro se multiplicaria muitas vezes nos cálculos das órbitas, através dos séculos. Aquele companheiro religioso também lembrou de outra passagem na Bíblia onde se diz que o sol retrocedeu. Os conquistadores do espaço lhe disseram que estava louco. Porém outra vez consultaram a Bíblia e leram este relato em II Reis 20.9-11. O profeta Isaías disse ao Rei Ezequias: "Ser-te-a isto da parte do Senhor como sinal de que Ele cumprira a palavra que disse: Adinatar-se à sombra de dez graus, o retrocedera?" Ezequias disse: É fácil que a sombra adiante dez graus; tal, porém, não aconteça, antes retroceda dez graus. "Então o profeta isaías clamou ao Senhor que fez retroceder dez graus à sombra lançada pelo sol declinante no relógio de Acaz..."
Dez graus são exatamente 40 minutos? O resto, quer dizer, 23 horas e 20 minutos no caso de Josué, mais 40 minutos no caso de Ezequias somam as 24 horas perdidas que os astronautas tiveram que pôr no seu livro de cálculo como o dia perdido no universo! Não é assombroso?

É maravilhoso pensar nestes casos singulares, quando Deus mudou a ordem do universo pela petição de seres humanos e que a ciência moderna o tenha confirmado. Estas demonstrações da veracidade da Bíblia me dão uma segurança nos maravilhosos oferecimentos que na palavras de Deus há para mim...
Tradução de WILSON VILLANOVA

Extraído do informativo da Sociedade Bíblica do Equador, Ano I, nº 4, pag 32.



No serviço do Mestre, pastor Sandro Gomes. E-mail:prsandrogomes@ig.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário