panelarrow

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Cresce Protesto contra Evolucionismo (O Planeta dos Macacos)

Aqui no Brasil a propaganda do filme O Planeta dos Macacos em nova versão já está em evidência. Diante da "hipótese" de uma suposta evolução, que está longe de ser uma "teoria", e que jamais chegará a ser Ciência no sentido real; mas uma falsa ciência, resolvi postar o seguinte artigo com o título supracitado acima, publicado no Mensageiro da Paz em em junho de 2006:

Aumenta o número de cientistas que se opõem abertamente ao darwinisnmo. O movimento começou em 2001, depois da divulgação da série Evolution, veiculada em canal de tevê norte-americano e que tinha como mote a declaração: "Virtualmente, todos os cientistas do mundo crêem que a Teoria da Evolução é verdadeira".
Em protesto ao programa, desde aquele ano, cientistas membros da Academia Nacional de Ciências da Rússia e dos Estados Unidos assinaram um manifesto afirmando serem contrários à teoria darwinista. Dentre eles, havia 154 biólogos, 76 químicos e 63 físicos. Em 20 de fevereiro deste ano, no site oficial do movimento (www.dissentfromdarwin.org), foram divulgados os nomes de 514 cientistas antidarwin, todos com doutorado em Biologia, Física, Química, Matemática, Medicina, Ciências da Computação e outras ciências relacionadas.
Na lista há professores e pesquisadores do MIT, Instituto Smithsoniano, Universidade de Cambridge, Universidade da Califórnia em Los Angeles, Universidade da Califórnia em Berkeley, Universidade de Princeton, Universidade da Pensilvância, Universidade do Estado de Ohio, Universidade da Geórgia e Universidade de Washington.

Nomes ilustres

Há signatários ilustres, como os doutores Philip Skell, célebre membro da Academia Nacional de Ciências dos EUA; Lyle Jenses, membro da Associação Americana para o Avanço da Ciência; Stanley Salthe, biólogo, ex-evolucionista e autor de livros escolares que ensinam o darwinismo; Richard von Sternberg, biólogo ex-evolucionista e pesquisador do Instituto Smithsoniano e do Centro Nacional de Informações de Biotecnologia dos Institutos Nacionais de Saúde dos EUA; Giuseppe Sermonti, editor da Revista di Biologia, o mais antigo periódico do mundo sobre Biologia ainda em circulação; e Lev Beloussov, célebre embriologista da Academia de Ciências Naturais da Rússia.

O doutor John G. Westm diretor associado do Centro de Ciência & Cultura do Instituto Discovery e um dos signatários da lista, explica as razões do movimento: " Os darwinistas continuam afirmando que nenhum cientista sério duvida da teoria. Porém, aqui estão mais de 500 cientistas dispostos a tornar público seu ceticismo acerca dessa teoria. Os esforços dos darwinistas para usar os tribunais, os meios de comunicação e os comitês acadêmicos para suprimir a dissidência e reprimir o debate estão, na verdade, inflamando mais a dissidência e inspirando mais cientistas a pedir sua inclusão na lista", afirma West;

O doutor David Berlinski, matemático, filósofo científico e um dos primeiros signatários, completa: " A Teoria da Evolução é o grande elefante branco do pensamento contemporâneo. A teoria de Darwin é volumosa, mas quase completamente inútil e objeto de veneração supersticiosa".

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens Populares

Arquivo do Blog

Seguidores

Copyright © CETESH.ORG.BR | Powered by Blogger
Layout Feito por Daniel Info.