panelarrow

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Vencendo a Inveja (II) Reflexão - Por Adriano Moreira

A inveja, como todo o sentimento pecaminoso, é um fruto do pecado. Somos invejosos, porque estamos separados de Jesus, e separado dEle nunca estamos completos; carregamos um estranho vaxio interior que nos faz sentir inferiores aos outros. A inveja leva o ser humano a querer tirar do outro, porque não está satisfeito com o que tem.

No texto acima Salomão fala da ira e do furor, que são frutos pecaminosos exteriores. Todo mundo pode detectar o irascível pelas loucuras que faz quando perde o controle da situação. Todo mundo pode detectar o homem furioso pelas tolices. Mas quem detecta o invejo? Por isso, Salomão pergunta: "Quem pode resistir a inveja?".

Do homem furioso, irascível, você pode fugir, se esconder ou se defender, porque você pode vê-lo no momento do ataque. O coitado fica com o rosto vermelho, treme, fala impropérios e até pode jogar espuma pela boca, mas do invejoso ninguém corre, porque ninguém o vê. Está perto de você disfarçado de amigo, mas você não conhece o veneno que seu coração destila. Ele coloca muitas vezes seu braço no ombro da vítima; e, geralmente acaba, na traição. Por favor, não tente apontar o invejoso que você pensa conhecer. Olhe-se no espelho da vida e no espelho da Palavra. Tente correr aos braços de Jesus e saiba que você pode ser feliz nEle e alegrar-se com a felicidade e o êxito de outras pessoas.

Fonte. Meditações que Edificam. Edição do Autor.

0 comentários:

Postar um comentário

Postagens Populares

Arquivo do Blog

Seguidores

Copyright © CETESH.ORG.BR | Powered by Blogger
Layout Feito por Daniel Info.