quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

A Igreja não passará pela Grande Tribulação - Por Sandro Gomes



      A Igreja é isenta da Grande Tribulação

 Ela vai ser arrebatada antes, II Ts 2.3,6-8.
  Ela é santa e não pode sofrer as iniquidade do Anticristo, II Ts 2.8.
  Enoque foi transladado para o céu / Noé foi salvo e veio o Dilúvio, Gn 5.24; 7.7; Hb11.5.
  Ló foi tirado de Sodoma, aí veio a destruição, Gn 19.
  Deus não destinou a sua Igreja para a ira, I Ts 1.10; 5.9.
 Elias foi arrebatado antes da conquista de Israel por seus inimigos (II Rs 2.1).
  A Igreja não aparece no capítulo 5 ao 19 de Apocalipse.
José teve para si uma esposa gentílica antes de catástrofe da fome sobre o Egito e as demais nações (Gn 41.45).    
NOTA: José, por outro lado revelou-se a seus irmãos quando estava a sós com eles (Gn 45.1). Só mais tarde é que os estranhos tomaram conhecimento dessa sua revelação a seus irmãos (Gn 45.16).                 
  A “Estrela da manhã” (Ap 22.16) e o “Sol da Justiça” (MI 4.2). A estrela da manhã sempre precede o sol. Jesus como a Estrela da Manhã é ele vindo para a Igreja. Ele como Sol da Justiça tem e ver com sua vinda para Israel e as demais nações. 
    
Fonte: Temário Escatológico do Pregador

terça-feira, 27 de setembro de 2016

O companheirismo das águias

A ciência revela que nenhuma outra ave é tão unida quanto as águias, esta união se destata quando um caçador chega a capturar uma delas, as outras externam grande lamento, em virtude da águia capturada.  Assim deve ser o crente águia, jamais deixar de amar o seu irmão conforme determina o mandamento de Cristo (ler João 15.9,10; 17.210.

Fonte: O cristão e a águia na dimensão bíblica.Sandro Gomes de oliveira -  CETESH:  Rio de janeiro, RJ -2002. 3ª edição, março/2016. 



sábado, 10 de setembro de 2016

Eliseu Antonio Gomes: A evangelização de pessoas com deficiência

Eliseu Antonio Gomes: A evangelização de pessoas com deficiência: Por Eliseu Antonio Gomes Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), "deficiência" é o termo usado para definir a ausência...

quinta-feira, 23 de junho de 2016

AS ÁGUIAS DO ANTIGO E NOVO TESTAMENTO - Por Sandro Gomes





A seguir apresento um pequeno esboço de seis personagens bíblicos que viveram como verdadeiras águias de Deus.

1 – Abraão, o amigo de Deus que possuia todas as qualidades da águia.

a ) Forte e Guerreiro ( Gênesis 14.13-16).
b ) Visão apurada ( Gênesis 15.5-6 ).
c ) Uma vida renovada ( Gênesis 25.1-7 ).

Abraão viveu quarenta e oito anos depois da morte de Sara. Os filhos de Quetura evidenciam a renovação do corpo de Abraão ( Gênesis 17.5-6, 15-17 ).


2 – Moisés, o homem de Deus.

a ) Forte e Guerreiro ( Êxodo 17:8-10 ).
b ) Visão ampla ( Deuteronômio 34.4-7 ).
c ) Uma vida renovada ( Deuteronômio 34.7; Salmo 90.9-10; 91.1; 92.11-15; Deuteronômio 8.4; 29.5 ).


3 – Josué e Calebe, os amigos corajosos.

a ) Visão ampla da Terra Prometida ( Números 13.1-33; 14.6-9; 24,30 ).
b ) Fortes e Guerreiros ( Josué 5.13-15; 14.6-12; Juízes 1.8-20 ).
c ) Vidas renovadas pelo Senhor (Josué 14.10,11; 24.29).

4 – O Senhor Jesus Cristo, o exemplo perfeito em todas as dimensões.

a ) O Grande Vencedor ( Lucas 11.20-22; Colossenses 2:15; Hebreus 2.14; João 16.33; Apocalípse 5.5 ).
Cristo é vencedor de Satanás no céu, EXPULSOU-O. Ele caiu.
Cristo é vencedor de Satanás no deserto. Satanás DEIXOU-O.
Cristo é vencedor de Satanás nos homens. Ele sai.
Cristo é vencedor de Satanás na cruz. Ele FERIU.
Cristo é vencedor de Satanás na ressurreição. TOMOU-LHE AS CHAVES DA MORTE E DO INFERNO
Cristo é vencedor de Satanás, em sua volta irá prendê-lo.
Cristo é vencedor de Satanás na eternidade.
“Em breve o Deus de Paz ESMAGARÁ a Satanás debaixo de vossos pés” ( Romanos 16.20 ).
b ) Visão ampla do Reino de Deus (João 1.42-48;4.35-40).
c) “Em sua vida, Jesus foi um exemplo edificante, que nos traçou normas salutares de conduta; em sua morte, um sacrifício propiciatório pelos nossos pecados; em sua ressurreição, um conquistador, em sua ascensão, um rei; em sua intercessão, um sumo sacerdote”. – Martinho Lutero.

5 – O Pequeno e Grande Apóstolo Paulo, um verdadeiro imitador do seu Mestre – Jesus Cristo ( I Coríntios 11.1 ).

a ) Forte e Guerreiro ( Efésios 6.10-11; Filipenses 4.13; II Timóteo 4.7 ).
b ) Visão Colossal da Obra Missionária (Atos 26.19; 22.11).
c ) Ministério Evangelístico Versátil:
Evangelizou pessoalmente ( Atos 13.6-12 )
Evangelizou as massas ( Atos 14.11 )
    Evangelizou as prisões (Atos 16.28-34; 28.16-20; Filipenses 1.13-14 )
Evangelizou as elites ( Atos 17.17-18 )
Cuidou dos necessitados ( II Coríntios 9.1 )
d ) Paulo, o mensageiro dinâmico:
            Paulo foi um homem: judeu para os judeus, mas um grego para os gregos, romano para os romanos, um bárbaro para os bárbaros, um homem que pôde discutir com os rabinos nas sinagogas, com os magistrados nos tribunais e com os filósofos da ciência nos seus templos. A união da cidadania romana, educação grega e religião hebraica qualificaram-no maravilhosamente para tornar-se o que nenhum dos outros apóstolos poderia ser: missionário para o mundo todo.

e ) Acabou a carreira:
Combatendo ( II Timóteo 4.7 )
Cumprindo ( Atos 20:24 )
Recomendando que obedeçamos as suas palavras         ( I Coríntios 11.1 ).

Esta é a biografía de seis homens que foram usados por Deus como verdadeiras águias espirituais. Abraão foi o escolhido por Deus para ser o pai da nação que daría o Messias ao mundo; Moisés, o legislador e profeta usado para libertar a nação eleita; Josué, o continuador da obra mosaica; Calebe, o amigo inseparável do comandante Josué; e Paulo, o verdadeiro imitador do espírito da profecia – Jesus Cristo, a águia por excelência. Bendito seja o nome do Eterno Deus que
 permitiu que estas grandes águias vissem o invisível, acreditassem no incrível e recebessem o impossível. 

Fonte: Livro O cristão e a águia na dimensão bíblica. Autor: Pastor Sandro Gomes.

quinta-feira, 3 de março de 2016

Fidelidade Conjugal - Reflexão

Muitos maridos e esposas deixam de achar seu cônjuge "atraente" e ardem de paixão por outra pessoa,  convencidos, no calor dessa concupiscência egoísta, de que a felicidade não pode ser encontrada de nenhuma outra maneira a não ser livrando-se do seu cônjuge atual e tendo outra  pessoa para si. Essa é a mesma sedução à  qual Eva sucumbiu. - Dave Hunt 

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

O estudante e a águia na dimensão pedagógica - Por Sandro Gomes


Rui Barbosa, “a Águia de Haia”
Vejamos alguns dados biográficos apresentados  por Mário Brockmann Machado , presidente da Fundação Casa de Rui Barbosa.
Rui Barbosa foi , sem dúvida, um dos mais importantes personagens da História do Brasil. Rui era dotado não apenas de inteligência privilegiada, mas também de grande capacidade de trabalho. Essas duas características permitiram-lhe deixar marcas profundas em várias áreas de atividade profissional nos campos  do direito – seja como advogado, seja  como jurista – do jornalismo, da diplomacia e da política.
Foi deputado, senador, ministro e candidato  à  Presidência da República em duas ocasiões, tendo realizado campanhas memoráveis. Seu comportamento sempre revelou   sólidos princípios éticos e  grande independência política.
Participou de todas as grandes questões de sua época, entre as quais a Campanha Abolicionista, a defesa da Federação, a própria da República e a Campanha Civilista.
Mesmo admirando a cultura francesa,  como todos os intelectuais de sua época, Rui conhecia também a fundo o pensamento  político constitucional anglo-americano, que,  por seu intermédio, tanto influenciou a nossa primeira Constituição republicana. Era um liberal, e foi sempre um defensor incansável de todas as liberdades.
Orador imbatível e estudioso da língua da língua portuguesa, foi nomeado presidente da Academia Brasileira de Letras em substituição ao grande Machado de Assis.
Sua produção intelectual é vastíssima. Basta dizer que a Fundação já publicou mais de 140 to... de suas obras completas e ainda tem material para novas edições.
Rui representou o Brasil com brilhantismo na Segunda Conferência Internacional da Paz, em Haia e, já no final de sua vida, foi nomeado Juiz da Corte Internacional de Haia, um cargo de enorme prestígio.
Em suma, Rui foi um cidadão exemplar e, ainda hoje, sua memória é fonte de inspiração para um grande número de  brasileiros.
Em famoso discurso, disse Rui Barbosa: “O homem vale pelo que pensa; pensa, pelo que sabe; sabe, pelo que lê.” A seguir, deixo para o dileto leitor, duas críticas  que o doutor Rui Barbosa de Oliveira fez acerca do espírito corrupto que permeia nosso querido Brasil:
“Nunca senti pela vilanias humanas mais enjôos e  pela  sorte de nossa terra mais desânimo. Felizmente a fé em Deus se me vai acendendo, à medida que se me vai acendendo, à medida que se me apaga a  confiança nos homens. No meio de tantos desconfortos e iniquidades, tenho-me entregado estes dias exclusivamente à leitura do Evangelho, a eterna consolação  dos malferidos nos grandes naufrágios. Uma excelente edição que eu trouxera comigo, do livro divino, permitiu-me este recurso reanimador, graças ao qual me sinto, em certos momentos, como a ressuscitar, capaz de ainda servir para alguma coisa aos meus semelhantes.”

“De tanto ver prosperar as nulidades; de tanto ver agigantar os podres nas mãos dos infiéis; de tanto ver crescer a desonra, o homem chega a descrer da virtude, a ri da honra, e a ter vergonha de ser honesto.” 
Fonte: Resumo da palestra ministrada na Simonsen - Rio de Janeiro, Por Sandro Gomes

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Uma grande razão pela qual Jesus voltará segunda vez

Toda a Bíblia fala da Sua Segunda Vinda. Há cerca de 1527 referências à Segunda Vinda de Jesus, só no Antigo Testamento; 319, em o Novo Testamento. Para cada menção da Primeira Vinda, ocorrem 8 da Segunda.  É importante ressaltar que somente o apóstolo Paulo a cita 50 vezes em suas epístolas.