terça-feira, 12 de setembro de 2017

O nome de Jesus é de origem grega ou hebraica?

Jesus ou Yeshua" ? Tradução Bíblica

As explicações da Comissão de Tradução, Revisão e Consulta da SBB sobre o nome de Jesus, tema que vem despertando dúvidas em vários leitores

Pergunta:
Tem fundamento afirmação de que o nome Jesus é de origem grega e não hebraica?
Resposta:
Não, não tem. Esse nome, transliterado para o grego com Iesus, é hebraico e vem de Yeshua" (as aspas representam a letra hebraica ayin). A forma plena da palavra é yehoshua", que, a partir do Cativeiro, passou a dar lugar, geralmente, à forma abreviada Yeshua".

Até o começo de segundo século d.C. Iesous (Yeshua") era um nome muito comum entre os judeus. Na Septuaginta, versão do Antigo Testamento que os judeus fizeram entre os anos 285 e 150 a.C., do hebraico para o grego, o nome Iesous aparece para referir-se tanto a Josué (quatro indivíduos) como aos oito Jesua mencionados em Esdras e Neemias.

Iesous não é nome de nenhum deus da mitologia grega, tanto que não aparece em nenhum clássico grego. Ver, por exemplo, o Dictionaire Grec-Français (Dicionário Grego-Francês), de C. Alexandre, que, no apêndice de nomes históricos, mitológicos e geográficos, traz no verbete Iesous apenas o seguinte: "Jesus, nome hebraico."

Pergunta:
Como o nome Yehoshua" se tornou Jesus?
Resposta:
Já vimos que o vocábulo Jesus não se deriva diretamente de Yehoshua", mas da forma abreviada Yeshua", através do grego e do latim. A letra j inicial se explica da seguinte forma: os judeus da Dispersão, empenhados em traduzir as Escrituras do hebraico para o grego (a Septuaginta) , não encontraram nessa lingua uma consoante correspondente no hebraico. A solução, então, foi recorrer à vogal grega iota, que corresponde ao nosso i. Então escreveram Ieremias, começando com i, e assim por diante, inclusive Iesous.

Mas como foi que esse i se tornou j? Foi através do latim, que deu origem às línguas neolatinas, entre as quais está o português. No latim posterior à Idade Média, começou a aparecer na escrita a distinção que já existia na pronúncia entre o i vogal e o i consoante, o qual passou a ser grafado j. Por isso, o Dicionário Latino-Português, de Santos Saraiva, traz verbetes como estes: Iesous ou Jesus, Ieremias ver Jeremias.

Agora, a explicação para o s médio em Jesus. No vocábulo hebraico Jeshua" o grupo sh representa a consoante shin. Por não haver em grego som correspondente a essa consoante fricativa palatal (que soa como a letra x em "eixo"), os judeus a substituíram por sigma, também fricativa mas linguodental (que em grego, mesmo entre vogais, soa como o nosso ss). O ditongo grego ou soa u.

O aparecimento do s final no nome Jesus se explica pela necessidade de tornar esse nome declinável: os judeus substituíram a letra ayin final pela letra sigma (o s do grego) do caso a palavra se declina assim: Iesou (genitivo), Iesoi (dativo), Iesoun (acusativo) e Iesou (vocativo). Com isso, foram resolvidos dois problemas de uma só vez: o nome ficou declinável, e o ayin final, que não tem equivalente em grego, foi substituído por um sigma (letra s)

Fato semelhante se deu com Judas, que reflete a forma grega Ioudas, que em hebraico é Yehudah (Judá). Outros nomes hebraicos que terminam com a gutural he têm em grego, em latim e em português o som s: Isaías, Jeremias, Josias, Sofonias. Outro exemplo é o vocábulo Mashiach, que termina com a gutural sonora cheth (ch), a qual em grego, em latim e em português deu lugar ao som de s: Messias.

A evolução do termo de uma língua para outra é a seguinte: Yeshua" (hebraico) > Iesous (grego) > Jesus (latim) > Jesus (português).

Nota: As respostas aqui apresentadas foram formuladas por um dos membros da Comissão de Tradução, Revisão e Consulta da Sociedade Bíblica do Brasil, tendo sido lidas e aprovadas em reunião plenária, em 30 de maio de 1995. Por motivo de espaço, o texto original foi resumido.

Fonte:A BÍBLIA NO BRASIL - JULHO A DEZEMBRO DE 1995 - SBB p.27.
admiggcontato@gmail.com