quarta-feira, 9 de maio de 2012

Introdução ao livro de Apocalipse

Introdução ao Apocalipse

Origem nominal
O vocábulo Apocalipse tem sua origem
1) Na palavra hebraica descrita com "GÃLÔ", que significa "REVELAR".
2) Na palavra grega descrita como "APOKALIPTO" , que significa "DESCOBERTO". A palavra antônima a esta é "SUNLAKAPTOS", que significa "COBERTO".
É importante ressaltar que estes dois termos são usados para os dois livros escatológicos da Bíblia: Daniel e Apocalipse.
Livro de Daniel (12.9) - (Não revelado - "COBERTO" .
Livro de Apocalipse 1.1) - (Revelado - "DESCOBETO" .
Nota: O estimado escritor Antônio Gilberto, diz que estes dois termos originais, com seus dois sentidos abordados, mencionados acima, encontram-se juntos em Lucas 12.2, onde ENCOBERTO é "SUNKÁLUPTO", E REVELADO é "APOCÁLUPTO". O termo e seus cognatos aparecem em muitos outros lugares do Novo Testamento, como em 1 Coríntios 1.7; 2 Tessalonicenses 1.7 ; 1 Pedro 1.7. Em última análise, na sua primeira declaração: "revelação de Jesus Cristo", o livro de Apocalipse torna claro que ele não se ocupa do arrebatamento da Igreja, e sim da aparição pessoal de Jesus em glória a este mundo, e isto após o arrebatamento da Igreja.
3) Os escritores clássicos traduziram a palavra "apocalipse" por "revelação" , e esta foi vertida para o latim com tal sentido, em razão de o verbo "revelar", que frequentemente é empregado nas Escrituras ter este sentido (Pv 11.3 e Dn 2.22,28). - Severino Pedro da Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário