sábado, 24 de dezembro de 2011

O NATAL DE JESUS

Alguém já disse que Jesus não foi um homem que ousou ser Deus, mas Deus que se dignou ser homem. O Seu nascimento de forma humilde foi o prenúncio de Sua morte na cruz do Calvário. O Rei e Senhor do universo não teve um lugar dígno para nascer. Concordo com o Theodore Parker, quando ele diz: "Quaisquer que sejam as surpresas da história, Jesus nunca será excedido." Um escritor desconhecido foi feliz quando afirmou o que se segue:

"...Os nomes dos orgulhosos estadistas gregos e romanos apareceram e desapareceram. Os nomes dos cientistas e filósofos e teólogos do passado apareceram e desapareceram. Mas o nome deste homem firma-se cada vez mais. Apesar do tempo ter colocado mais de 1900 anos entre as pessoas desta geração e a cena de sua crucificação, ele continua vivo. Herodes não pôde destruí-lo, e a sepultura não pôde prendê-lo. Hoje Ele permanece no mais alto pináculo da glória celeste, proclamado por Deus, reconhecido pelos anjos, adorado pelos santos, temido pelos demônios." Ainda acrescento que neste natal de 2011 , Ele está sendo exaltado pelos cristãos do mundo inteiro como o Rei dos reis e o Senhor dos senhores , o qual em breve voltará não em humilhação mas com poder e grande glória.


No serviço do Mestre, pastor Sandro Gomes. E-mail:prsandrogomes@ig.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário