segunda-feira, 4 de julho de 2011

Minha Mãe Me Matou!

Diário de uma criança que não chegou a nascer”

Na edição de 13/7/88 da revista “Veja” (pg.45) foi publicada uma notícia chocante:

“Brasil é campeão em abortos – O último relatório anual da Organização Mundial da Saúde (OMS) , divulgado no mês passado na Suíça, colocou o Brasil no topo de uma triste lista – a de abortos. Segundo a OMS, o número de brasileiras que interrompem voluntariamente a gravidez vai de 3 milhões a 5 milhões – o que corresponde a 10% do total de abortos no mundo. Levando-se em conta o número de nascimentos, o resultado é estarrecedor: os abortos chegam a ser o dobro dos bebês que nascem por ano no Brasil – 2,5 milhões. O relatório da OMS acrescenta ainda que, por causa desses abortos – a maioria realizada em péssimas condições de higiene - , 400.000 mulheres morrem no Brasil anualmente.”

“Lemos no Salmo 139.13-16: “Pois tu formaste o meu interior, tu me teceste no seio de minha mãe. Graças te dou, visto que por modo assombrosamente maravilhoso me formaste... Os teus olhos me viram a substância ainda informe, e no teu livro foram escritos todos os meus dias, cada um deles escrito e determinado, quando nem um deles havia ainda.”
Pesquisas de cientistas britânicos comprovaram que o feto sente fortemente os estímulos externos: se uma gestante fuma muito – o que pode prejudicar o crescimento do cérebro - , ele começa a “gemer”, indicando falta aguda de oxigênio. Com oito semanas, ele se movimenta no líquido amniótico com movimentos naturais de natação, pode segurar um objeto que toque a palma da sua mão, e é possível fazer um eletrocardiograma dele. Se lembrarmos que essas criancinhas no ventre materno já são pessoas completas, concluímos que esse assassinato em massa tem graves conseqüências, pois a Palavra de Deus diz claramente: “Não matarás” (Ex 20.13) e em Gálatas 6.7 lemos: “Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará.” As mães que abortam sofrem depois profundos danos psíquicos, aparecendo auto-recriminaçoes atormentadoras, neuroses e pensamentos de suicídio. Mas, a retribuição divina é ainda muito mais ampla: secas, inundações, catástrofes, crises e econômicas e outras dificuldades enfrentadas por pessoas e nações são consequências do desprezo a Lei de Deus: “Assim também passarei eu a ferir-te e te deixarei desolada por causa dos teus pecados... aterra será posta em desolação, por causa dos seus moradores, por causa do fruto das suas obras” (Miquéias 6.13;7.13).


“Para ilustrar a gravidade do que acabamos de expor, reproduzimos a seguir um ‘Diário de uma criança que não chegou a nascer’:



“5 de outubro: Hoje iniciou minha vida. Papai e mamãe ainda não sabem. Sou menor do que uma cabeça de alfinete e , mesmo assim, já sou um ser independente. Todas as minhas características físicas e espirituais já estão determinadas. Terei, por exemplo, os olhos do meu pai e os cabelos louros e ondulados da minha mãe. Também isto está decidido: serei menina. – 19 de outubro: Meus primeiros vasos sanguíneos, minhas veias, são formadas. Como meus órgaos ain da não estão completos, mamãe ainda precisa sustentar-me com seu metabolismo. Quando tiver nascido, somente vou precisar do seu leite por algum tempo. – 23 de outubro: Minha boca está se formando. Daqui a um ano já vou sorrir quando meus pais se debruçarem sobre meu berço. Minha primeira palavra será “mamãe”... P.S.: A afirmação de que ainda não sou uma pessoa, mas somente parte do corpo de minha mãe, é realmente ridícula! Não tenho, nem ao menos, o mesmo grupo sanguíneo dela. – 25 de outubro: Meu coração começou a bater. Ele executará sua tarefa, sem descanso, até ao final da minha vida. É uma grande maravilha! – 2 de novembro: Meus braços e minhas pernas começam a crescer; mas até ficarem totalmente completos e utilizáveis, ainda vai passar um bom tempo, mesmo após o meu nascimento. – 12 de novembro: Agora começaram a nascer os meus dedos. Com eles vou conquistar meu mundo e firmar amizade com outras pessoas . 20 de novembro: Hoje o médico disse à minha mãe que ela me leva debaixo do seu coração. Como deve ser grande sua alegria! – 25 de novembro: Agora já se poderia ver que vou ser menina. Certamente meus pais estão pensando com vão me chamar. Ah! Seu eu pudesse saber. – 28 de Novembro: Todos os meus órgãos estão completos. Fiquei muito maior. – 10 de dezembro: Estão nascendo meus cabelos e minhas sobrancelhas. Como minha mãe ficará feliz com sua filhinha loura! – 13 de dezembro: Logo vou poder ver. Meus olhos somente estão fechados porque minha pálpebras estão presas. Luz, cores, flores – tudo deve ser maravilhoso! O que mais me deixa feliz é que vou ver minha mãe... Se não demorasse tanto! Ainda faltam mais de 6 meses... ! 24 de dezembro : Meu coração está completo. Dizem que há bebês que já nascem com o coração doente. Então são feitos enormes esforços para salvá-los , por meio de operações. Graças a Deus, meu coração é perfeito, vou ser muito forte. Todos vão ficar felizes. – 28 de dezembro: Hoje minha mãe me matou! “

Até agora ainda sentimos pouco da ira de Deus por causa desses assassinatos ininterruptos , pois Ele é paciente. Mas, trememos ao imaginar que terríveis juízos de Deus virão se eles continuarem. Ele diz em Isaías 42.14: “Por muito tempo me calei, estive em silêncio e me contive ; mas agora darei gritos como a que está de parto, e a todos assolarei e juntamente devorarei” (Ed. R. e Corrigida). Exortamos , portanto, aos futuros pais, para que não se deixem levar ao assassinato dos seus próprios filhos (!), mas que busquem a Deus, para receberem dEle tudo o que necessitam para criá-los conforme a Sua vontade. Com aqueles, entretanto, que já o cometeram, insistimos que se arrependam de todo o coração diante do Senhor. Em Sua misericórdia , Ele convida: “Vinde, pois, e arrazoemos, diz o Senhor; ainda que os vossos pecados são como a escarlate, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que são vermelhos como o carmesim, se tornarão com a lã” (Isaías 1.18). Reconhecendo nosso pecado diante dEle, por mais tenebroso que tenha sido, temos a promessa: “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificará de toda injustiça... e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado.” ( 1 João 1.9,7b). Venha ainda hoje a Jesus, como você é, entregue sua vida a Efle e você experimentará o que está dito em 2 Coríntios 5.17: “E assim, se alguém está sem Cristo, é nova criatura: as cousas antigas já passaram; eis que se fizeram novas”!

(Fonte: Wim Malgo – Chamada da Meia-Noite- Porto Alegre – RS/ Brasil

Obs.: Amigo leitor, peço por gentileza que deixe o seu comentário sobre a verdade citada acima. Desde já, muito obrigado. No serviço do Mestre, pastor Sandro Gomes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário