quarta-feira, 8 de junho de 2011

OCUPADO - Marcelo Pacheco - Reflexão

- Alô
Meu Pai tá aí?
- Seu pai? Mas quem é seu pai?
- Ué! Meu pai, marido da minha mãe...
- Eu sei, mas como é o nome dele?
- Bom, aí depende, né?
Minha mãe chama o meu pai de benzinho.
Eu chamo de paiê.
Já a minha avó chama de Júnior...
- Tá bom, tá bom, garoto, mas como ele é?
- Aí também depende, né?
De manhã, ele é bem apressado.
Se eu pergunto algumas coisa, ele diz que é à noite a gente conversa.
Já de noite, ele diz que está cansado e diz que amanhã a gente conversa...
- Não foi isso que eu perguntei.
Eu quero saber como ele é fisicamente.
Com quem ele parece...
- Ah, bom!
Minha avó diz que ele parece comigo...
Ou será que eu é que pareço com ele?...
Mas só que é mais alto assim, ó... e tem bigode.
- OLHA AQUI, GAROTO. EU TENHO MAIS QUE FAZER.
PASSE BEM.
CLANC!
- Que sujeito nervoso!
Até parecia o meu pai...
- PEM! PEM! PEM!
- Será que era ele?
- PEM! PEM! PEM!

Obs.: Amigo leitor, peço por gentileza que deixe o seu comentário sobre a reflexão citada acima. Desde já, muito obrigado. No serviço do Mestre, pastor Sandro Gomes.

2 comentários:

  1. legal eu procurei essa história pq a professora botou pra gente copiar mas nao deu tempo de terminar tudo muito legal parabéns Marcelo Pacheco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Antonio pelo comentário em apreço!

      Moderador do Blog Apologia dos Fiéis

      Excluir